ArtigosTextos

Os cinco melhores remasters que valem o seu tempo

Remasterizações ainda são um ponto polêmico. Muitos jogadores questionam a prática da indústria de “requentar” jogos lançados em consoles anteriores.

Nessa perspectiva, quem compra uma máquina nova quer jogo novo pra jogar. A moda começou a ganhar força ainda na geração passada. Playstation 3, Xbox 360 e Wii já contavam com uma biblioteca generosa de games remasterizados.

Desta vez, o que causou desconforto na galera é que os remasters estão presentes desde os primeiros anos do Playstation 4 e Xbox One, desde quando ainda não havia uma oferta suficientemente grande e boa de novos games.

De qualquer modo, em seu fim de ciclo, os atuais consoles já possuem uma lista razoável de títulos inéditos entre exclusivos e multiplataforma, o que dá aos jogos remasterizados outro significado e importância.

Escolhemos cinco bons exemplos que podem valer seu tempo e dinheiro, tanto pela relevância que eles ainda possuem como pelo belo tratamento que receberam em versões turbinadas:

RESIDENT EVIL ORIGINS COLLECTION

O capítulo 1 da saga Resident Evil não é o pioneiro do gênero survival horror, mas é o responsável por popularizar o gênero, definitivamente. Este bundle também traz o episódio Zero, que conta as desventuras desde antes dos acontecimentos da mansão Spencer (mas que não é a parte mais interessante do recheio, diga-se).

Com texturas recuperadas, o clima soturno e claustrofóbico fica ainda mais aterrorizante, em especial no primeiro RE: a versão remasterizada do remake do primeiro jogo, lançado exclusivamente para Gamecube em 2002, consegue preservar o frescor de um jogo que marcou toda uma geração, 20 anos atrás.

THE LEGEND OF ZELDA: TWILIGHT PRINCESS HD

Twilight Princess é o capítulo da saga Zelda que concorre com Ocarina of Time e The Breath of the Wild ao posto de melhor aventura de Link. Isto já deveria bastar para torná-lo obrigatório em sua coleção.

Com resolução em alta definição e aprimoramentos visuais, dentro de um conceito artístico que se tornou referência de criatividade em toda a indústria, esta versão remasterizada se coloca como uma das mais valiosas entre os remasters do mercado.

THE LAST OF US REMASTERED

Com um mundo pós-apocalíptico, tomado por um vírus mortal e misterioso, personagens sentindo perda, dor, em meio ao amor filial e paternal, envoltos em uma trilha sonora introspectiva, a Naughty Dog provou que nem só de Uncharted e God of War vive o homem da Sony.

A versão de Playstation 4 eleva a experiência ao mais alto patamar, enriquecendo os detalhes e entregando ao jogador uma aventura mais fluida. É a versão definitiva de um dos maiores clássicos de todos os tempos.

GEARS OF WAR: ULTIMATE EDITION

O maior trunfo da versão remasterizada do primeiro Gears é justamente o fato de não parecer um remaster. Os aspectos visuais e sonoros e as cenas de corte foram polidos de tal maneira que o jogo impressiona mesmo que não tenha sido feito genuinamente para a atual geração.

A localização brasileira (textos e áudio em português) é primorosa, no mesmo nível de qualidade de The Witcher 3. Vale muito a pena estar na pele remasterizada de Marcus Fênix.

DARK SOULS II – SCHOLAR OF THE FIRST SIN

Dark Souls II não é o favorito dos fãs, mas, curiosamente, é o que conseguiu a maior nota da trilogia entre os críticos (91 no site metacritic). Ainda que não tenha contado com o trabalho direto do cabeça da série, Hidetaka Miyazaki, o segundo capítulo mantém a filosofia do primeiro jogo: narrativa enigmática, fragmentada, sistema variado de combate e dificuldade desesperadora.

Esta versão remasterizada vem com o jogo base e os três conteúdos extras lançados posteriormente e roda a 60 quadros por segundo, mesmo nos consoles, o que garante uma experiência melhor do que nas versões originais (a posição e o número de inimigos também sofreram modificações em algumas áreas).

Boa pedida para sair da zona de conforto e rever seus parâmetros de desafio.

Renan Martins
Últimos posts por Renan Martins (exibir todos)