AnálisesTextos

Review | Heavy Metal Machines

O MOBA de carrinhos mais divertido que você já viu!

Não é novidade que o gênero MOBA (Multiplayer Online Battle Arena) tem sido cada dia mais atual no mundo dos games. Porém estamos acostumados a encontrar jogos no estilo RPG.

O que não acontece em Heavy Metal Machines, um divertido e diferente jogo de corrida lançado em versão beta desde 2017, teve seu lançamento oficializado em 19 de setembro de 2018.

Produzido pela brasileira Hoplon Infotainment, o jogo consiste em uma corrida insana onde o primeiro lugar no pódium não é a missão principal e sim levar a bomba para o território adversário. Aqui a preocupação não é velocidade, junte seus amigos, crie sua estratégia e vença a partida.

Com referências a jogos como Vigilante 8, Twisted Metal e Rocket League, os carros possuem armamentos e se enfrentam freneticamente. Não podemos esquecer da visão superior referenciando o saudoso Rock’n Roll Racing do Super Nintendo.

A movimentação é diferente e ao mesmo intuitiva, diferente de outros títulos onde se controla unicamente no teclado, este você controlará como em um jogo de FPS, a direção do carro e aceleração com o mouse e tiros, nitro e pegar a bomba no teclado. Confesso que a primeira impressão foi um tanto desastrada, mas com tempo se pega o jeito. Existe a portabilidade de jogar com um controle do Xbox, então, fica a critério caso ache complexo acostumar com os controles.

A proposta é simples, quatro jogadores para cada lado, a primeira equipe que detonar a bomba no território inimigo ganha, destrua e impeça seus adversários de conquistar seu objetivo. Cada carro possui uma barra de energia (vida) e quando se esgota você dará um respawn na linha de largada. Portanto, pise fundo!

Os carros se dividem em 3 classes:

Transportador

A build tank em um RPG. Aguenta porrada e a sua missão principal como o nome diz é carregar a bomba.

Interceptador

A build de ataque, que gosta de ir pra ação e explodir os amiguinhos. Essa é a sua função.

Suporte

Os que não querem ficar com a função principal e não possuem o espírito do Rambo. Esses auxiliam as duas classes acima reparando e protegendo os amiguinhos.

O jogo conta com 15 personagens desbloqueáveis distribuídos nas três classes, cada um com habilidade e característica individual. Não pense que será só escolher e jogar com qualquer um, alguns são simples de controlar, mas outros dependerão de treino e adaptação para conseguir mitar com todos os carros.

A história que o jogo oferece está em cada personagem, no mesmo estilo Rainbow Six: Siege, o foco é no multiplayer, mas cada piloto carrega uma breve lore.

Os gráficos são muito bonitos e a visão superior caiu bem nessa proposta. Um ponto positivo na construção dos carros com visuais modernos, e claro, arenas muito bem detalhadas que deixam mais insanas e frenéticas as batalhas.

O jogo é free to play, ou seja, pode ser baixado totalmente de graça. O que são vendidos separadamente são personagens, cartas, customizações e upgrades de níveis.

 

[wp-review id=”10765″]

Este review foi produzido com cópia do jogo para PC, cedida pela assessoria de imprensa da Hoplon Infotainment.

Vitor Santos
Últimos posts por Vitor Santos (exibir todos)