AnálisesTextos

Review | NBA 2K19

Há alguns anos a 2K goza de um prestígio quando falamos sobre jogos de basquete. A série NBA 2K é, de longe, tomada como referência em questão de qualidade, modos de jogo e pela forma como transporta o esporte e a NBA, a liga americana de basquete, de forma completa para os videogames.

No entanto, em 2017, ao lançar o NBA 2K18, ela sofreu duros golpes da crítica e dos fãs por insistir, adivinhem, nas famigeradas microtransações. O título anterior estava lotado delas, o que comprometia a experiência de jogo de muitos jogadores, desbalanceando a equação para aquele fã cujo poder monetário era maior. A má notícia é que, em NBA 2K19, as microtransações continuam presentes. Em menor escala, mas continuam.

Dos modos de jogo, o grande afetado é o MyCAREER, uma das princesas dos olhos da comunidade fã de NBA 2k. O uso dos VC (moeda do jogo) é uma cultura bastante difundida conforme você avança com seu jogador até o estrelato na NBA. A todo momento o jogo faz questão de indicar que existe a possibilidade de você adquirir VCs de forma rápida, comprando com dinheiro real. Existe a alternativa de não gastar um centavo e conquistar as evoluções apenas jogando, mas ao vislumbrar o quanto você terá que penar para desbloquear habilidades e recursos para seu jogador sem gastar seu suado dinheirinho, a vontade é de pedir aposentadoria.

Completo, mas complexo

Assim como nos anos anteriores, NBA 2k19 tem diversos modos de jogo e possui conteúdo para entreter seus jogadores por centenas de horas. Os modos tradicionais e mais jogados estão lá, como o MyTEAM (semelhante ao FUT do FIFA), MyGM/MyLEAGUE e MyCAREER e são extensamente completos e detalhados, como um bom fã de NBA gosta. No entanto, é aí que mora o perigo. Para jogadores pouco acostumados com o esporte (como é o meu caso), NBA 2K19 é pouco convidativo.

A falta de uma localização em português fez falta aqui e deixa os menus e a interface do usuário confusa e cheia de informação. É uma tarefa praticamente impossível entender tudo o que pode ser feito no modo MyGM por exemplo, em que você comanda uma equipe em todos os seus aspectos, desde o plano de jogo até o Draft (escolha dos jogadores do basquete universitário), as trocas, os contratos, as extensões de contrato, entre outras 45 decisões que precisam ser tomadas durante uma temporada de um time profissional da NBA. Para quem está acostumado com o esporte é um prato cheio, mas para aqueles que sabem que Michael Jordan foi um dos melhores e agora o cara é um tal de Lebron James apenas, a quantidade de informação mal explicada e distribuída assusta.

Isso é videogame, não TV

Outro ponto negativo é que, assim como o esporte nos Estados Unidos, NBA 2K19 é um show de TV dentro do seu videogame. Mesmo com o ótimo trabalho de representação de ex-jogadores como Shaquile O’neal, que hoje é comentarista do Inside the NBA, em cada jogo o jogador é obrigado a assistir uma verdadeira transmissão televisiva (algumas cenas, impossíveis de serem puladas). É entrevista, é cheerleader no palco, é repórter na beira da quadra. Apesar de entender a proposta de tentar passar para os fãs a verdadeira experiência do esporte televisionado, o que você realmente quer em NBA 2K é jogar. E às vezes esse amontoado de cenas enjoa.

Bola no ar, só alegria!

Mas se a série NBA 2K é tão boa quanto dizia o primeiro parágrafo deste review, porque até agora não falamos nada de bom de 2K19? Porque o título brilha quando a bola sobe e o juiz apita o início da partida.

Jogar NBA 2K19 é uma experiência única. É durante os quatro quartos de uma partida que você sente que toda a falta de cuidado em deixar as coisas mais acessíveis para jogadores lá nos menus foi remediada quando se está com a bola nas mãos ou não, defendendo sua quadra. Em um primeiro momento estranhei os controles e fui atropelado pelo Cleveland Cavaliers, mas fui atrás de um modo treino que me ajudou muito e já no segundo jogo, na revanche, perdi do mesmo jeito, mas pelo menos consegui ser mais competitivo.

O que quero dizer aqui é que NBA 2K19 é um jogo que alcança tanto jogadores mais experientes quanto os mais novatos na franquia. A mecânica de passes, arremessos, roubadas de bola e rebotes é muito refinada e a competente física dos jogadores e da bola permite que você tenha noção do quão intenso ou não você está sendo em uma jogada. Você sente no controle se a jogada vai dar certo ou não.

A inteligência artificial dos jogadores também contribui para que, principalmente na defesa, seu time se porte bem em quadra e você consiga pensar em alternativas para impedir um ataque bem sucedido do adversário. Por muitas vezes, o posicionamento destes jogadores se mostrou ágil e conseguiram ajudar a evitar uma cesta.

 

[wp-review id=”10245″]

NBA 2K19 foi lançado em 7 de setembro de 2018 para PS4, Xbox One e PC.

Este review foi produzido com uma cópia de Xbox One cedida pela assessoria de imprensa da 2K.